ÁREA DO SÓCIO




TRÊS PONTOS NA CONTA

21H43 10/03/2018 - JESSÉ KRÜGER

n/d

(Foto: Tales Leal | AI ECP)

Foi na garra. Foi na qualidade. Foi na estrela de Jefferson Luís. O Pelotas estreou em casa nesse sábado (10), às 19h, e venceu, de virada, o Guarani-VA. Saindo atrás em chute espírita de Guto, o Lobo pressionou e mostrou qualidade superior ao adversário. Tudo isso deu resultado, que se transformou em gol nos pés de Jefferson Luís. O meia-atacante áureo-cerúleo entrou no intervalo, mudou o jogo, fez um dos gols e participou do outro, o que sacramentou a vitória do Pelotas.

Na próxima rodada, o Lobo encara o Aimoré, novamente em casa.

O Jogo:

Logo no início, o Pelotas começou pressionando. Os primeiros dez minutos foram de total dominância do Lobo. Tiago Gaúcho e Edu Amparo quase conseguiram marcar e inaugurar o placar na Boca do Lobo. Primeiro, o capitão da equipe quase fez de cabeça. Na sequência do lance, Edu Amparo pegou mal na bola e Otávio agarrou firme.

Foi aí que o Guarani achou um gol. Num chute de extrema felicidade, Guto acertou onde a coruja dorme, sem chances para Giovani impedir o tento adversário. 1 a 0 na Boca do Lobo.

O Pelotas logo retomou as rédeas da partida. O Guarani-VA apelava para as faltas. Em um espaço de dez minutos foram diversas infrações. Bruno Mattos finalmente começou a punir os atletas. Giancarlo era o destaque do Pelotas. Ganhava todas as bolas que eram direcionadas à ele. Porém, faltava apoio. Mesmo assim, o Lobo levou muito perigo, principalmente em bolas paradas de Jean Roberto.

Na segunda etapa, o Pelotas veio com mudança. Paulo Porto mexeu na equipe e colocou Jefferson Luís no lugar de Rodrigo Vitor. Guarde esse nome: Jefferson Luís. Quem chegou primeiro foi o Guarani, levando perigo à defesa áureo-cerúlea. Carlão Farias e Walace foram firmes e rechaçaram todas as bolas.

n/d

(Foto: Tales Leal | AI ECP)

Um cenário ficou claro: o Pelotas propunha o jogo e o Guarani-VA tentava parar o jogo. Giovane Gomes entrou para aumentar ainda mais o volume e a pressão do azul e ouro. E deu resultado. O talismã do Lobo roubou a bola e sofreu falta de Vinícius. Como já tinha amarelo, o defensor do adversário foi para o chuveiro mais cedo.

Superioridade técnica, ofensiva e numérica. Só faltava o gol. E ele veio dos pés de quem anteriormente pedimos para que guardassem o nome. Jefferson Luis aproveitou confusão na área e empurrou pra dentro. Otávio ainda tentou salvar, mas o assistente do árbitro Bruno Mattos já havia decretado. Gol e empate na Boca do Lobo. Não demorou muito para que ele aparecesse de novo. Em grande jogada do setor ofensivo, ele aproveitou cruzamento de Juliano Tatto e colocou no fundo das redes. Porém, Bruno Mattos assinalou gol para o lateral. 2 a 1 e virada do Lobo.

Depois não havia tempo para mais nada. Final na Boca do Lobo, Pelotas 2 x 1 Guarani-VA.

Ficha Técnica:

Pelotas: Giovani, Adriano Lara, Walace, Carlão Farias e Juliano Tatto; Tiago Gaúcho, Rodrigo Vitor (Jefferson Luís), Jean Roberto (Germano), Edu Amparo e Jarro (Giovane Gomes); Giancarlo. Técnico: Paulo Porto.

Guarani-VA: Otávio, Selton, Klein, Vinícius e João Paulo; Max, Guto, Willian (Guilherme), Tallis, Kelvin e Jaílton (Gabriel Carioca)






NEWSLETTER



PARQUE DOM ANTÔNIO ZATTERA,300
CEP:96015-180 - PELOTAS, RS












PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sistemas Web em Pelotas, RS